Projeto de Educação Ambiental do NDI
  • Divulgação do Grupo de Estudos “Trabalho, Criança e Natureza”

    Publicado em 05/08/2022 às 13:50


  • Receita de geleia de amora silvestre

    Publicado em 03/08/2022 às 10:09

    Olá prezada comunidade.

    Nas nossas últimas publicações falamos sobre alimentos orgânicos, intolerância e alergia ao leiteintolerância ao glutén.

    Na nossa última publicação trouxemos uma receita de geleia de casca de melão orgânico.

    Desta vez traremos uma receita de geleia de amora silvestre.


  • Atividade com as famílias – V NDI Sustentável

    Publicado em 06/05/2022 às 16:30

    Ocorrerá no sábado, dia 14 de maio, a quinta edição do NDI Sustentável, coordenado pelo projeto de Extensão de Educação Ambiental do NDI.

    Segue o convite com as atividades que serão desenvolvidas nessa manhã.

    Contamos com a presença das crianças e famílias!

    (Em caso de chuva, o evento será mantido)

     


  • Projeto de Educação Ambiental abre seleção para bolsista do projeto de educação ambiental

    Publicado em 02/02/2022 às 09:01

    Informamos que a professora ­­­Carolina Shimomura Spinelli­­­­­­­, no uso de suas atribuições, conforme disposto no EDITAL Nº 10/2021/PROEX (PROBOLSAS 2022) torna pública a abertura das inscrições destinadas a classificar alunos que irão desenvolver atividades de extensão no âmbito do Projeto Nº202119889 – “Educação ambiental: refletindo sobre a relação entre infância e natureza na Educação Básica”.

    O edital pode ser acessado por meio do documento disponível aqui.

    Inscrições deferidas: clique aqui

    Resultado final: clique aqui


  • Receita de geleia de casca de melão orgânico

    Publicado em 28/01/2022 às 13:53

    Olá prezada comunidade.

    Nas nossas últimas publicações falamos tanto sobre como os alimentos orgânicos fazem bem à saúde do meio ambiente e à sua saúde, mas por outro lado as gorduras trans não nos fazem bem.

    Na nossa última publicação trouxemos uma receita de pão de liquidificador com iogurte e cenoura que preferencialmente deve ser feita com alimentos orgânicos.

    Desta vez traremos uma proposta de receita de geleia de casca de melão orgânico.

     

    #paratodosverem: A figura traz na parte de cima à direita o símbolo do projeto, abaixo dele o título da postagem “Receitas saudáveis” e abaixo deste os ingredientes e a receita do prato “Geleia de casca de melão orgânico”. Para preparar a geleia: Bata duas xícaras de chá de cascas de melão orgânico, bem lavadas e picadas com uma xícara de água no liquidificador. Leve ao fogo com meia xícara de açúcar demerara, um pau de canela e seis cravos da Índia, cozinhando em fogo brando e mexendo sempre, até dar o ponto de geleia. Está pronto!


  • Receita de pão de liquidificador com iogurte e cenoura

    Publicado em 26/01/2022 às 16:33

    Olá prezada comunidade.

    Nas nossas últimas publicações falamos tanto sobre como os alimentos orgânicos fazem bem à saúde do meio ambiente e à sua saúde, mas por outro lado as gorduras trans não nos fazem bem.

    Dessa vez trazemos uma receita de pão de liquidificador com iogurte e cenoura que preferencialmente deve ser feita com alimentos orgânicos. 😛

    #paratodosverem: A figura traz na parte de cima à direita o símbolo do projeto, abaixo dele o título da postagem “Receitas saudáveis” e abaixo deste os ingredientes e a receita do pão de liquidificador com iogurte e cenoura. Para preparar o pão liquidifique três ovos, um pote de iogurte natural light, 1 colher de café de sal, meia xícara de óleo, podendo ser de canola ou de girassol e uma cenoura sem casca até que a cenoura fique bem desmanchada. Acrescente uma xícara e meia de farinha de arroz, meia xícara de polvilho doce e bata mais. Se ficar pesado no liquidificador, misture com uma colher. Por último misture uma colher de sopa de fermento químico em pó. Coloque a massa em uma forma de pão média untada com óleo, polvilhe o mix de sementes moídas (linhaça, quinoa e chia) por cima e leve ao forno 180ºC por mais ou menos 25 a 30min. Teste com o palito.


  • Você sabia que uma alimentação saudável faz bem a você e ao meio ambiente?

    Publicado em 24/01/2022 às 13:24

    Olá prezada comunidade!

    De antemão desejamos um ótimo 2022.

    Conforme informamos no início do mês de dezembro, o projeto traria duas publicações da coluna “Você sabia”.

    Você sabia que alimentos orgânicos fazem bem à saúde do meio ambiente e à sua saúde, mas que por outro lado as gorduras trans não nos fazem bem?

    Desta vez trazemos duas publicações do “Você sabia” sobre alimentação saudável para que nesse verão você possa se alimentar de forma mais saudável, leve, respeitando o meio ambiente e à sua própria saúde.

    Essa semana traremos mais duas receitas, uma doce e uma salgada usando alimentos orgânicos e livre de gorduras trans.

     

    #paratodosverem: A figura traz na parte de cima à direita o símbolo do projeto de educação ambiental, abaixo dele o título da postagem “Você sabia que os orgânicos fazem bem a você e ao meio ambiente?” e abaixo deste título o texto conforme escrito.

    A agricultura orgânica deve assentar-se nos ciclos biológicos, harmonizando e sustentando os sistemas ecológicos. Assim, a produção deve basear-se nos processos ecológicos e na reciclagem. As culturas, as criações e o extrativismo devem ajustar-se aos ciclos e balanços ecológicos da natureza. O manejo orgânico deve ser adaptado às condições locais, à ecologia da região, às tradições e cultura locais. Os insumos externos devem ser reduzidos através da reutilização, da reciclagem e do manejo eficiente dos recursos naturais, inclusive da energia, para que seja possível conservar esses recursos. A caça e a coleta devem observar um plano de manejo que não prejudique a sobrevivência das espécies da região. O balanço ecológico deve ser obtido através do desenho de sistemas de produção e do manejo da diversidade genética, tanto das plantas cultivadas como da cobertura vegetal em geral. Todos que participam da produção orgânica, como produtores, processadores, distribuidores e consumidores, devem proteger o ambiente, incluindo a paisagem, o clima, a biodiversidade, o ar e a água, mas também os homens e os animais.

    #paratodosverem: A figura traz na parte de cima à direita o símbolo do projeto de educação ambiental, abaixo dele o título da postagem “Você sabia? Gorduras trans” e abaixo deste título o texto conforme escrito.

    Você sabia que as gorduras podem fazer tanto bem como mal a saúde? O nosso corpo precisa de uma quantidade diária de gordura para a formação das células e também para nos dar energia, porém, o problema está no excesso do consumo de alimentos gordurosos que estão relacionados diretamente ao ganho de peso e a problemas cardíacos. Portanto, é muito importante conhecermos um pouco mais sobre a diferença entre os tipos de gorduras, seus benefícios e malefícios para nossa nossa saúde. As gorduras tran são um tipo de gordura formada por um processo de hidrogenação industrial. São lipídios insaturados que contêm uma ou mais ligações duplas em uma configuração trocada (ou trans). A hidrogenação também ocorre durante o processo de ruminações de alguns animais, fazendo com que em suas carnes haja uma pequena porcentagem. Onde estão as gorduras trans: Estão presentes principalmente nos produtos industrializados, que usam gordura hidrogenada em suas receitas, como margarinas, biscoitos, massas instantâneas, sorvetes, chocolates, pratos congelados e pipoca de micro-ondas por exemplo. Os alimentos de origem animal, como carne e leite, possuem quantidades insignificantes dessas gorduras, de acordo com a Anvisa. Malefícios das gorduras trans: Aumenta as taxas de colesterol total e de LDL (chamado de colesterol ruim), além de reduzir os níveis de HDL (colesterol bom). Benefícios das gorduras trans: As gorduras trans são utilizadas para melhorar a consistência e o sabor dos alimentos, mas de acordo com a Anvisa, não há nenhum estudo que comprove benefícios para a saúde.

     

     


  • Receita de Guimis, receita típica alemã

    Publicado em 24/12/2021 às 16:26

    Olá prezada comunidade!

    De antemão desejamos boas festas e um Feliz Natal.

    Conforme informamos no início deste mês de dezembro, o projeto de Educação Ambiental seguirá tendo publicações de dois colunas: “Você sabia” e “Receitas sustentáveis” até o mês de janeiro do ano que vem, 2022.

    Para sugestão de receita para compor a ceia de Natal, conforme indicamos no “Você sabia” sobre o Guimis. 🙂

    Segue, portanto, a receita deste prato delicioso. 😛

     

    #paratodosverem: A figura traz na parte de cima à direita o símbolo do projeto, abaixo dele o título da postagem “Receitas susentáveis” e abaixo deste os ingredientes e a receita do Guimis. Para preparar o Guimis inicialmente em uma panela coloque meio litro de água, seis batatas com casca, um pouco de sal e coloque para ferver. Depois da batata pré cozida, acrescente junto as batatas quatro folhas de couve e quatro buquês de brócolis com os talos bem picadinhos e deixe cozinhar por mais dez minutos. Enquanto a couve e a batata terminam de cozinhar, em uma frigideira esquente três colheres sopa de óleo de girassol e frite uma cebola pequena, um dente de alho picado e depois de refogados, acrescente cinquenta gramas de cebolinha e salsinha e deixe dar uma leve murchada, em seguida acrescente todas as batatas. Depois de cozidos misture tudo e amasse bem as batatas até virar um purê. Pode ser acompanhado por: arroz, carne ou peixe e salada de tomate com cebola e cenoura ralada.


  • Você sabe o que é Guimis?

    Publicado em 10/12/2021 às 17:18

    Olá prezada comunidade!

    Conforme informam no início desta semana, o projeto de Educação Ambiental seguirá tendo publicações de dois colunas: “Você sabia” e “Receitas sustentáveis” até o mês de janeiro.

    Para este mês de dezembro nós traremos uma sugestão de prato que poderá ser usado na ceia de Natal, e principalmente para as famílias que tenham descendência alemã, servirá para relembrar as receitas da “Oma”. 🙂

    Inicialmente vamos aprender um pouco sobre o que é o Guimis e semana que vem a receita deste prato delicioso será publicada aqui. 😛

     

    #paratodosverem: A figura traz na parte de cima à direita o símbolo do projeto, abaixo dele o título da postagem – Você sabia que o Guimis ou Gemüse? O Guimis é uma receita típica alemã e muito apreciada desde os tempos de nossos tataravós em Santa Catarina, principalmente nas regiões das encostas da Serra Geral. No imaginário popular nativo a palavra ganhou nome próprio e uma configuração básica herdada dos dias difíceis dos pioneiros: couve cozida em água, e depois são adicionadas batatas picadas e temperos verdes com pouco sal e após um prolongamento da cocção amassa-se o todo misturando os dois ingredientes e serve-se. Com a melhoria das condições de vida o Guimis passou a receber a cebola, o alho, os cortes de carne suína como a costela, o pernil, o lombo e o bacon (neste caso a salga do prato é feita próxima do fim), inicialmente nos dias de festa. Uma curiosidade é que a abundância de couve e temperos verdes, mais do que das carnes, no Guimis que nos é servido num restaurante pode ser um indicativo do caráter dos donos e do respeito que eles tem pela sua tradição e seus clientes.


  • O que fizemos estamos fazendo e faremos?

    Publicado em 06/12/2021 às 16:24

    Olá! 😉

    Nós do projeto de Educação Ambiental estamos passando aqui para informar a vocês o que temos feitos nesses últimos meses.

    Até julho, quando pontuamos o que estávamos construindo no projeto elencamos 3 publicações que tinham sido realizadas no site, a organização do webinário: “Educação Ambiental na educação básica: Propostas pedagógicas em perspectiva”, bem como cinco reuniões internas do grupo.

    A partir de julho tivemos uma série de outras publicações:

    A coluna “Você sabia” ganhou três novas publicações. Uma sobre a “Ora-pro-nobis” uma Planta Alimentícia Não Convencional (PANC), a segunda e a terceira sobre restrições ao glúten e intolerância e alergia ao leite.

    A coluna “Receitas sustentáveis” ganhou mais quatro receitas: Uma de filé de frango com Ora-pro-Nóbis, uma de casca de banana sem glúten, torta salgada sem glúten e sem lactose e uma receita doce de pudim de laranja com coco.

    A Coluna “Quem já viu?” trouxe indicações de filmes para que as famílias, comunidade escolar e público alvo do projeto possam assistir e se apropriar do debate ambiental, introduzindo o debate com as crianças. A primeira indicação foi: “Lorax: Em busca da trúfula perdida” a segunda “Wall-E” e a terceira indicação é “Nausicaa do vale do vento”.

    A coluna “Passaporte para a leitura” traz indicações de leituras por meio de livros físicos e e-books para que as famílias, e a comunidade escolar ampliada do NDI, além dos professores da educação básica possam ter referências para seus planejamentos e seu trabalho pedagógico sobre temas como criança, natureza, ciências, sustentabilidade e temas correlatos. A primeira indicação foi a obra: “Como eu cheguei aqui”.

    E finalmente o projeto de Educação Ambiental do NDI foi convidado pelo Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo (Cepagro) para apresentar e compartilhar experiências em horta pedagógica no Brasil e na América Latina. Estavam presentes representantes da Red Internacional de Huertos Educativos, do Núcleo de Desenvolvimento Infantil da UFSC, da Red Chiapaneca de Huertos Educativos (México) e da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO/ONU).

    O projeto seguirá tendo publicações de dois colunas: “Você sabia” e “Receitas sustentáveis” até janeiro. Em dezembro teremos uma sugestão de prato que pode ser usado na sua ceia de Natal e em janeiro teremos 4 publicações inclusive de uma receita doce e de uma salgada. 😛

    Até breve.